Práticas e indicadores de sustentabilidade em incubadoras de empresa: um estudo no estado de São Paulo

Carolina Cristina Fernandes, Bruno Giovanni Mazzola, Karen Esteves, Moacir de Miranda Oliveira Jr.

Resumo


Este é um estudo descritivo acerca das práticas e indicadores de gestão socioambiental em incubadoras de empresas no Estado de São Paulo. O objetivo é analisar como a sustentabilidade tem sido considerada nas decisões gerencias e ações cotidianas das incubadoras, assim como a adoção de indicadores da responsabilidade socioambiental por elas. O procedimento de pesquisa baseia-se em pesquisa qualitativa e quantitativa. Foi aplicado questionário e realizadas entrevistas semiestruturadas com os gestores de 37 incubadoras. Os resultados mostram que, apesar de saberem da importância da adoção de práticas e indicadores de sustentabilidade, as incubadoras ainda estão muito aquém do que deveriam estar fazendo. Nenhuma delas apresenta certificações de responsabilidade social e, apesar da consciência, o planejamento ainda é pautado fundamentalmente nas questões econômicas. Sendo assim, o estudo mostra que há enorme potencial a ser explorado na gestão socioambiental em incubadoras. Ao final, são feitas recomendações para os gestores das incubadoras de empresas.


Palavras-chave


Incubadoras de empresa; responsabilidade social; desenvolvimento sustentável; indicadores

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13059/racef.v7i3.407

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista de Administração, Contabilidade e Economia da Fundace

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

ISSN: 2178-7638