A RELAÇÃO ENTRE A EVIDENCIAÇÃO SOCIOAMBIENTAL E OS MARCOS SOCIOAMBIENTAIS NO SETOR DE PAPEL E CELULOSE

Ariane Elias Leite de Moraes, Rosamaria Cox Moura-Leite, Matheus Wemerson Gomes Pereira

Resumo


O setor de papel e celulose é relevante no cenário brasileiro pelo seu papel no desenvolvimento social e econômico. Contudo, o setor é alvo de pressões sociais intensas no combate aos impactos socioambientais, por estar inserido em um contexto produtivo ambientalmente sensível. Frente a essas questões, este artigo busca relacionar o desenvolvimento de marcos socioambientais com a evolução das evidenciações socioambientais das empresas de papel e celulose, verificando a presença de processos isomórficos entre as organizações do setor através da análise de relatórios de sustentabilidade nos períodos de 2011, 2013, 2015 e 2017. Através da Análise Fatorial Múltipla – AFM e estatísticas descritivas detectou-se que a categoria ambiental é a mais relevante e observou-se a presença de três clusters. O Cluster 1 está relacionado negativamente às categorias socioambientais analisadas, o Cluster 3 está em oposição ao Cluster 1, apresentando altos índices de evidenciação socioambiental para todas as categorias e o Cluster 2 está relacionado a baixas evidenciações para a categoria responsabilidade com o produto. Os marcos mais observados são as certificações, instituições e documentos de natureza ambiental que ocasionam um comportamento isomórfico entre as empresas, principalmente o isomorfismo normativo, através da influência de normas de instituições internacionais privadas, coerção governamental e grupos de interesses sociais. 


Palavras-chave


Responsabilidade Socioambiental; Isomorfismo institucional; Evidenciação voluntária

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13059/racef.v12i2.779

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Revista de Administração, Contabilidade e Economia da Fundace

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

ISSN: 2178-7638