NOTA FISCAL ELETRÔNICA (NF-E): BENEFÍCIOS PROPAGADOS PELOS RESPONSÁVEIS PELO PROJETO VERSUS BENEFÍCIOS PERCEBIDOS POR PROFISSIONAIS DE CONTABILIDADE

Lana Cristina Oliveira, Pítias Teodoro, Yury Vasconcellos, Mariana Pereira Bonfim

Resumo


O objetivo deste artigo foi o de “Verificar a percepção dos contadores em relação aos benefícios esperados pela implantação da emissão da NF-e ao longo do tempo”. No levantamento bibliográfico, foi apresentado o Sistema Público de Escrituração Digital (SPED) com destaque para os possíveis benefícios do uso da Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) para os grupos apontados no projeto da Receita Federal: 1) Administrações tributárias; 2) Sociedade; 3) Contribuinte comprador e 4) Contribuinte vendedor. Quanto aos procedimentos metodológicos, foi realizado um estudo de campo com dados coletados nos anos de 2014 e 2018, sendo o universo e amostra definidos por conveniência/julgamento. Os resultados mais relevantes indicam que a percepção dos respondentes é de que os benefícios propostos serão alcançados, o grupo mais beneficiado é o da Administração tributária, enquanto que o que será menos beneficiado é o grupo do Contribuinte vendedor. Essa percepção se manteve inalterada nos dois levantamentos de dados realizados. Conclui-se que houve um aumento na percepção sobre a contribuição da NF-e para os possíveis grupos beneficiados, entretanto, não há evidências de que o aumento na percepção dos respondentes de um período para o outro foi significativo. Os resultados devem ser vistos como um indicativo da percepção dos contadores, pois em função das características da pesquisa, não podem ser generalizados.


Palavras-chave


Nota fiscal eletrônica (NF-e); Sistema Público de Escrituração Digital (SPED); Impostos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13059/racef.v12i2.740

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Revista de Administração, Contabilidade e Economia da Fundace

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

ISSN: 2178-7638