Comportamento Ambiental de Jovens Universitários: Identificação de Variáveis que Discriminam os Grupos mais Ambientalmente Favorável e menos Ambientalmente Favorável

Edenis César de Oliveira, Raul Gomes Pinheiro, Raquel da Silva Pereira, Maria do Carmo Romeiro

Resumo


O estudo objetivou identificar fatores demográficos, econômicos e atitudinais discriminadores do comportamento de consumo dos universitários. Foi aplicado questionário a uma amostra não-probabilística de 253 universitários. A estimativa do tamanho dos segmentos de consumidores universitários menos ambientalmente favoráveis e mais ambientalmente favoráveis coincide em 50%. Foi utilizada a análise discriminante como técnica estatística multivariada, cujos resultados revelaram a relevância estatística de quatro das dez variáveis inicialmente selecionadas: comprometimento ambiental autodeclarado (atual e futuro), atitude em relação a reciclagem e idade, as quais conseguiram gerar uma capacidade preditiva de 72% para o modelo, considerada acima do aceitável. 


Palavras-chave


Sustentabilidade. Comportamento do Consumidor. Atitude Ambiental. Meio Ambiente

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13059/racef.v4i2.56

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Revista de Administração, Contabilidade e Economia da Fundace

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

ISSN: 2178-7638