Inovação para redução da síndrome de burnout em estudantes e profissionais da medicina: uma revisão sistemática da literatura

Leonardo Maso Nassar, Gerson Alves Pereira Júnior, Geciane Silveira Porto

Resumo


A síndrome de Burnout é uma reação patológica associada ao desgaste do trabalho que pode ocasionar o aumento da probabilidade de ideação suicida. Dentre todos os profissionais das mais diversas áreas de atuação, os médicos são os mais propensos para a manifestação desta síndrome. Além dos médicos, estudantes de medicina e médicos residentes também estão suscetíveis ao seu desenvolvimento. Por essa razão, o presente estudo tem como objetivo mapear as inovações propostas pela ciência para a redução da ocorrência do Burnout em estudantes e profissionais da medicina. Para tanto, foi realizada uma revisão sistemática da literatura nas bases de dados Scopus, Web of Science, Scielo e Lilacs. Dentre os selecionados, 4 trabalhos foram sobre inovações presentes no processo da formação do profissional, com 2 inovações para a graduação e 2 para os programas de residência, e 1 para a área de cuidados primários. Entretanto, dos 5 artigos encontrados, apenas 1 possuía inovações com impactos para a redução da ocorrência da síndrome de Burnout realmente comprovados, sendo um possível reflexo das inovações propostas pelos demais artigos científicos terem sido implementadas ainda de forma recente, dificultando a mensuração de impactos consistentes. Há a possibilidade de replicar as inovações realizadas pelos artigos encontrados pela presente revisão no contexto dos hospitais, clínicas, postos de saúde e cursos de medicina brasileiros.


Palavras-chave


Burnout; inovação em saúde; problemas de saúde em profissionais médicos; educação

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13059/racef.v9i3.440

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista de Administração, Contabilidade e Economia da Fundace

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

ISSN: 2178-7638