Inter-relação entre empreendedorismo sustentável e a base da pirâmide: estudo de caso na Região Amazônica

Rodrigo Luiz Morais-da-Silva, Thálita Anny Estefanuto Orsiolli, Farley Simon Nobre

Resumo


Este artigo tem por objetivo identificar os benefícios econômicos, sociais e ambientais gerados a partir da inter-relação entre a base da pirâmide (BoP) e empreendimentos sustentáveis. Para isso, utilizou-se do método estudo de caso para analisar uma empresa de médio porte localizada na região amazônica, que adota artesãos, ribeirinhos e indígenas (BoP local) como parceiros de negócios. Entre os resultados do presente estudo, destaca-se a forma como a empresa Alfa gera benefícios aos atores envolvidos ao estimular novas relações de parceria com integrantes da BoP, propiciar a criação de novos negócios na região, impulsionar ações voltadas ao desenvolvimento sustentável e, a partir disso, gerar benefícios mútuos. Tais considerações podem auxiliar o entendimento sobre como a literatura de empreendedorismo sustentável e base da pirâmide podem ser trabalhadas em conjunto à medida que, por exemplo, as dimensões da sustentabilidade são consideradas. No entanto, essa pesquisa possui limitações ao considerar apenas um caso para o entendimento da temática, o que abre espaço para novas contribuições capazes de corroborar ou refutar as conclusões aqui apresentadas.

Palavras-chave


base da pirâmide, empreendedorismo sustentável, região amazônica, estudo de caso

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13059/racef.v7i3.401

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista de Administração, Contabilidade e Economia da Fundace

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

ISSN: 2178-7638