Alinhamento entre Estratégias de Negócio e de Gestão de Pessoas: um Caso na Indústria Química Brasileira

Eliane Maria Pires Giavina Bianchi, Lindolfo Galvão de Albuquerque

Resumo


Este artigo tem como objetivo analisar o alinhamento entre estratégia de negócio e a estratégia de gestão de pessoas para obtenção de vantagem competitiva. A gestão das pessoas tornou-se um desafio estratégico de muitas organizações, na atualidade, em decorrência das mudanças que acontecem no cenário competitivo. Trabalhos acadêmicos que estudam gestão de pessoas utilizam as abordagens universalista, contingencial ou configuracional, além de relacionar as estratégias de gestão de pessoas a outras abordagens teóricas. Uma revisão de alguns desses estudos suporta o presente trabalho. A pesquisa foi um estudo de caso exploratório, realizado na Oxiteno, empresa química brasileira. Os resultados sugerem que o alinhamento é um processo na Oxiteno. Algumas estratégias de gestão de pessoas existentes (gestão de competências, transformação cultural e gestão de talentos) podem ser associadas a outras, ainda em desenvolvimento (gestão do conhecimento e da comunicação e ambiente) para suportar o processo de crescimento da empresa. Indagações decorrem do estudo de caso: É possível obter um alinhamento permanente entre gestão de pessoas e desafios organizacionais? O esforço organizacional na busca de engajamento e comprometimento das pessoas por si só é um posicionamento estratégico? Futuros trabalhos, com abordagem quantitativa ou qualitativa podem contribuir com o aprofundamento da análise dessas novas indagações.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13059/racef.v2i1.29

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Revista de Administração, Contabilidade e Economia da Fundace

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

ISSN: 2178-7638