A Influência das Estratégias para a Competitividade da Cadeia de Alimentos: Um Estudo no Setor de Carnes na Região Fronteira Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul

Ariosto Sparemberger, Jorge Oneide Sausen, Luciano Zamberlan, Pedro Luís Büttenbender, Cláudio Edilberto Höfler

Resumo


Esta pesquisa tem por objetivo identificar as estratégias competitivas de uma indústria frigorífica e de produtores de suínos da região Fronteira Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul e os reflexos em termos de competitividade. Como metodologia, o trabalho caracteriza-se como pesquisa exploratória do tipo qualitativa. Para o levantamento de dados o instrumento utilizado foi um questionário com perguntas abertas, aplicado, pelo método de contato direto, aos colaboradores do frigorífico e produtores. Já para a análise e interpretação dos dados utilizou-se o método análise de conteúdo. O estudo foi realizado segundo a percepção de funcionários e produtores, enfocando os aspectos relacionados às estratégias competitivas utilizadas por estes agentes.  A estratégia competitiva da integração se constitui um dos principais fatores que têm contribuído para a competitividade da cadeia produtiva de alimentos, principalmente por oferecer vários benefícios, sobretudo em termos de coordenação, melhoria do controle e redução dos custos de transações. Em termos de produtores, pode-se concluir que a sua competitividade está associada também aos resultados que reduzam a taxa de conversão alimentar. A conclusão da análise sobre as estratégias competitivas foi determinante para a compreensão de seus efeitos refletidos no produto final, e também mostrou-se fundamental para planejar novas ações. 


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13059/racef.v2i1.254

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Revista de Administração, Contabilidade e Economia da Fundace

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

ISSN: 2178-7638