Projetos & Pesquisas


População de Bebedouro se posiciona contra o aumento do número de vereadores

Pesquisa da Fundace revela que maioria das pessoas não aprova o aumento de vagas na Câmara

Categoria:

Indicadores Econômicos

Pesquisador(es):

Prof. Dr. Cláudio de Souza Miranda

População de Bebedouro se posiciona contra o aumento do número de vereadores

 

Pesquisa da Fundace revela que maioria das pessoas não aprova o aumento de vagas na Câmara

Uma pesquisa realizada pela Fundace – Fundação para Pesquisa e Desenvolvimento da Administração, Contabilidade e Economia, composta por professores da FEA-RP/USP – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto da USP, apontou que a maior parte da população de Bebedouro é contra o aumento do número de vereadores na cidade.
 A Câmara Municipal de Bebedouro é composta atualmente por dez vereadores, mas projeto já aprovado pelos vereadores prevê que nas próximas eleições ela seja composta por 15 cadeiras. Para realizar o levantamento, os pesquisadores da Fundace ouviram 629 pessoas em seis regiões da cidade (Botafogo, Centro, Oeste, Leste, Sul e Norte). Foram feitas três perguntas aos entrevistas.
 A primeira questão era se a pessoa se posicionava a favor ou contra o aumento do número de vereadores já aprovado pela Câmara, que aumentará de 10 para 15 o número de vagas a partir das próximas eleições. A grande maioria, 86,8%, dos entrevistados se posicionaram contra o aumento e somente 13,2% se disse a favor de mais vereadores.
 Quando questionados, num segundo momento, sobre o fato de que o aumento do número de vereadores não elevaria o valor da receita que a Câmara recebe anualmente da Prefeitura para desenvolver suas atividades, mas que haveria um aumento das suas despesas e, consequentemente, menor devolução de recursos a Prefeitura, o número dos que se posicionavam contra o aumento subiu para 94,8%. Somente 5,2% dos entrevistados se manteve favorável ao aumento.
 A terceira questão era se o entrevistado estaria disposto a assinar um projeto de iniciativa popular que possibilitasse a discussão do tema e possível redução do número de vereadores. Dos 629 entrevistados, 81,9% disseram que assinariam o projeto e 18,1% não assinariam.

Clique aqui para ter acesso aos números da pesquisa.

Fonte: Outras Palavras